Image default
Hackers & Cultura

Desenvolvimento de competências através de CTF’s

Por: Deadlock Team.

Desde a criação dos CTF’s até o presente ano de 2019, muito é falado sobre a relação entre o desenvolvimento da interação, espírito de coletividade de uma equipe e os CTF’s. A ideia de utilizar essas competições para favorecer uma evolução em um conjunto de pessoas é ótima, porém para muitos iniciantes parece que essa relação é monotônica, e que resolver desafios envolvem e apenas desenvolvem equipes.É equivocado pensar dessa forma, já que muitas competições são individuais e os jogadores das equipes normalmente resolvem desafios por conta própria para aprender os caminhos que levam a resolução do tal problema.

Na contramão das competições, que em sua maioria são realizadas pensando em equipes, um dos principais eventos do Brasil, o Hackaflag conta com uma competição que ocorre ao longo do ano que é feita para se jogar individualmente. Ainda falando dos CTF’s que ocorrem em tempo real, é possível resolver desafios com o HackTheBox e o Shellterlabs, duas das principais plataformas para jogadores que buscam o aprendizado e a preparação para futuros eventos.

Mas até agora apenas falei sobre se preparar para eventos de CTF, e será mesmo que essa é a única utilidade que um Jeopardy pode apresentar? É fácil pensar, que o que te motiva ao estudar um certo conteúdo é o objetivo, principalmente na computação, onde sempre estamos buscando fazer coisas: estudamos linguagens de programação especialmente para poder aplicar depois, seja em um website, em um aplicativo mobile, ou o que quer que seja seu objetivo na hora de estudar essas tecnologias.

## As dificuldades de quem está começando

Para quem está iniciando não é difícil sentir alguma preguiça ou procrastinar quando você deveria estar estudando as linguagens. O que parece atrapalhar é que quando você não começou na computação ainda, ou está apenas engatinhando, seus objetivos parecem estar muito distantes: entender lógica, estruturas de dados, como um banco de dados funciona ou protocolos de rede as vezes não é tão interessante quanto você já ter o conhecimento suficiente e trabalhar para ver o seu resultado final. afinal, somos apenas humanos e o resultado traz uma satisfação enorme.

## Como um CTF pode te ajudar?

Fonte da imagem: https://medium.com/@hackersleague/who-are-suicide-hackers-d875ad8d6e50

É simples, tudo envolve a resolução de um problema, você tem um caminho para chegar até a flag, e essa flag é o seu objetivo, sua satisfação não parece estar tão longe e no caminho até ela, você precisa entender como causar um estouro de pilha, como funciona uma criptografia simétrica ou assimétrica, identificar cifras, analisar pacotes de dados, vasculhar a imagem de um sistema…

Em todo esse processo o seu objetivo sempre parece estar próximo em um CTF, pois você está sempre evoluindo na sua investigação e o estudo vem junto com a evolução no desafio, então você dá um jeito de trazer algo que talvez um dia tenha sido distante, para perto de você. E não estou dizendo aqui que você deve largar o que está estudando e viver de adquirir conhecimento com base em desafios de CTF, pois obviamente existem limitações do que você irá aprender se você reduzir o seu escopo dessa maneira, mas entender conceitos de computação atingindo seu objetivo em cheio em uma busca incessante por uma simples resposta, pode te desenvolver na área matando a flag e a preguiça e ainda forçando sua mente a pensar fora da caixola.

Links:

https://www.hackaflag.com.br/

https://www.hackthebox.eu/

https://shellterlabs.com/pt/

Fonte da imagem do post: https://www.slashfilm.com/mr-robot-power-saver-mode-review/

Posts similares

Sendo um Hacker nos anos 80 (conforme visto na TV e na vida real)

O Analista

Capture the flag e o Olho de Sauron

O Analista

A Computação e a Boneca Russa

O Analista