Execute o Kali Linux nativamente no Windows 10 (não é boato!)

O Kali Linux é um sistema operacional open source, baseado no Linux, muito utilizado para testes de invasão. Agora está disponível para Windows 10, sem a necessidade de várias reinicializações ou de rodá-lo como máquina virtual.

O Kali Linux é a mais recente distribuição Linux disponível no Windows App Store para instalação com único clique, fazendo parte de outras distros populares, como o Ubuntu, OpenSUSE e SUSE Enterprise Linux.

Mas como uma distro Linux roda “nativamente” no Windows 10?

No Windows 10, a Microsoft forneceu um recurso chamado “Windows Subsystem for Linux” (WSL), ou Subsistema Windows para Linux, em uma tradução literal. O WSL permite aos usuários executar aplicativos Linux diretamente no Windows.

Durante as últimas semanas, trabalhamos com a equipe do Windows WSL para disponibilizar o Kali Linux na Microsoft App Store como uma distribuição WSL oficial. Estamos felizes em anunciar que ele está disponível”, disseram os desenvolvedores do Kali Linux em um post no site.

Como baixar e executar o Kali Linux no Windows 10?

Caso esta seja a sua primeira vez utilizando o WSL, precisará ativar este recurso no Windows antes de baixar o Kali Linux.

Rodando o Kali Linux no Windows 10 | Habilitando o WSL no Windows 10 | Fonte imagem: https://www.thehackernews.com

Rodando o Kali Linux no Windows 10 | Habilitando o WSL no Windows 10 | Fonte imagem: https://www.thehackernews.com

Siga estes passos simples para habilitar o WSL:

  • Navegue até o Painel de controle e vá para “Aplicativos e recursos”;
  • Selecione “Programas e recursos” no painel direito;
  • Clique no botão “Ativar ou desativar os recursos do Windows” no menu à esquerda;
  • Selecione o “Subsistema do Windows para Linux” e clique em OK;
  • Reinicie seu sistema.

Também poderá habilitar o WSL através do PowerShell. Nesse caso, é acessário acessá-lo como administrador. Em seguida, execute o seguinte comando (lembre-se de reiniciar o Windows depois):

Enable-WindowsOptionalFeature -Online -FeatureName Microsoft-Windows-Subsystem-Linux

Agora procure pelo Kali Linux no site da Microsoft Store (Loja de aplicativos do Windows) e realize o download. Quando carregar a aplicação, a instalação do Kali será completada automaticamente. A janela da console será aberta em seguida.

É isso aí! Você também poderá verificar a documentação do Kali para obter mais informações.

Utilizando a interface gráfica do Kali

Caso esteja interessado(a) em ativar o ambiente gráfico do Kali Linux, veja abaixo uma demonstração de como poderá fazer isso, ao instalar o xfce4 e o xrdp para se conectar ao Kali Linux por meio do Remote Desktop.

Obs: No vídeo acima aparece uma mensagem, onde diz: “Se você teve um inception, nós também”. O criador do vídeo diz isso porque você está no Windows e acessa a interface gráfica do Kali através do Terminal Server. kkkkkkk

A união e o amor são lindos!

Deixando as divergências de lado (Ah, nunca vou usar ferramentas de pentest no Windows!), esta novidade é de certa forma especial para os profissionais de segurança e pentesters, que possuem diversas ferramentas e que muitas vezes são limitadas, devido aos padrões de conformidade da empresa.

E as ferramentas de pentest?

O Kali Linux no Windows não vem com as ferramentas de pentest pré-instaladas, mas você poderá instalá-las facilmente mais tarde. Do mesmo modo que faz no Linux, fará no Windows. Confio em você.

Detalhe importante

Poderá ocorrer do seu Antivírus ou o Windows Defender, ativar o aviso de falso positivo para ferramentas de hackers e exploits, mas não é algo que você deva se procupar.

Um parceria de anos

A Microsoft está seguindo seu compromisso com a comunidade de código aberto. Em 2013, a empresa lançou o Visual Studio, e um ano depois, o .NET de código aberto. Em 2015, disponibilizou também o Visual Studio Code Editor.

Em 2016, a Microsoft trouxe o Ubuntu para Windows 10, trabalhou com o FreeBSD para desenvolver uma imagem de Máquina virtual para o seu serviço de nubem, o Azure, escolheu o Ubuntu como o sistema operacional para seus serviços de Big Data baseados na nuvem e até se juntou à Linux Foundation como um membro Platinum.

Não custa nada tentar né galera?

Fonte:

https://thehackernews.com/2018/03/kali-linux-hacking-windows.html

O Analista

Adoro letras verdes sob um fundo preto...