Compartilhe:

E a perseguição contra o antivírus russo não para. A Agência Nacional de Cibersegurança do Reino Unido (National Cyber Security Centre/NCSC) enviou um comunicado aberto aos departamentos governamentais do país para alertar contra o uso do antivírus Kaspersky, que poderia ser utilizado para espionagem e ataques direcionados em autoridades locais.

A agência revelou que há preocupações de que a “Rússia estaria atuando contra o interesse nacional do Reino Unido no que diz respeito ao ciberespaço“. Além disso, o software de segurança russo poderia facilitar as operações de espionagem, hacking e influência.

Sede da agência de segurança (NCSC) em Londres / Reino Unido alerta contra o uso do antivírus Kaspersky no governo

Sede da agência de segurança (NCSC) em Londres / Reino Unido alerta contra o uso do antivírus Kaspersky no governo / Fonte imagem: https://business-reporter.co.uk/2016/10/03/national-cyber-security-centre-opens-ahead-move-new-london-hq/

Aconselhamos que, quando é constatado que o acesso à informação pelo governo russo seja um risco para segurança nacional, então uma empresa de antivírus da Rússia não deveria ser escolhida. Em termos práticos, isso significa que, para sistemas de processamento de informações classificadas como SECRET ou superior, um provedor situado na Rússia nunca deveria ser utilizado“, disse o CEO da NCSC, Ciaran Martin, no comunicado.

Trabalhando com a Kaspersky para determinar o nível de segurança de seus produtos

Em comparação com os Estados Unidos, que já proibiu o uso de software da Kaspersky em computadores do governo, o Reino Unido diz que está trabalhando com a Kaspersky para rever o seus produtos e determinar se eles são seguros ou não para serem utilizados no governo.

Relatórios não-oficiais dos EUA indicaram que o FBI informou várias grandes empresas nos setores público e privado sobre os riscos em utilizar software da Kaspersky e incentivou a adoção de produtos alternativos de empresas não russas.

Algumas empresas britânicas já deixaram de utilizar os produtos da Kaspersky após o comunicado da agência, incluindo o banco Barclays, que disse que o antivírus russo não seria mais oferecido aos seus clientes.

Mesmo que essa nova orientação não seja direcionada ao público, tomamos a liberdade de retirar a oferta do antivírus Kaspersky de nosso site“, afirmou o banco.

A Kaspersky diz que está disposta a trabalhar com o governo britânico para abordar todas as preocupações relacionadas a segurança.

Fonte:

http://news.softpedia.com/news/uk-warns-against-using-kaspersky-antivirus-due-to-cyber-espionage-concerns-518816.shtml

Compartilhe: