Image default
Security

Governo dos EUA quer que Apple desbloqueie mais 12 iPhones

Até pouco tempo, o FBI estava pedindo ajuda da Apple para desbloquear o iPhone pertencente a um dos terroristas do tiroteio de San Bernardino.

Além de querer ter acesso ao iPhone 5C do atirador Syed Farook, o Departamento de Justiça dos EUA está emitindo ordens judiciais para forçar a Apple a ajudar os oficiais a desbloquearem pelo menos mais 12 iPhones.

De acordo com algumas fontes, o Wall Street Journal informou que as autoridades federais querem extrair dados de iPhones apreendidos em várias investigações de casos não revelados, onde os promotores estão convictos de que a Apple irá ajudá-los a “quebrar” a tela de bloqueio do iPhone.

Embora maiores detalhes sobre estes casos não sejam divulgados publicamente, os casos referente aos 12 iPhones nada tem a ver com o de San Bernardino, e envolvem iPhones utilizando uma versão antiga do iOS, que tem menos barreiras de segurança a serem quebradas.

No entanto, o Apple está lutando contra todas a exigências do governo nestes casos, e em vários, se opôs aos esforços do Departmento de Justiça dos EUA em forçá-la a fazer o contrário através de uma lei do século 18, chamada de All Writs Act, segundo a qual, os tribunais podem exigir ações para que suas ordens sejam cumpridas.

Bill Gates quer que a Apple ajude o FBI

bill_melinda
Bill e Melinda Gates concedem entrevista em Nova York / Fonte imagem: Globo.com

A recusa da Apple em desbloquear o iPhone ligado a um dos atiradores de San Bernardino tem gerado uma grande batalha entre a empresa de tecnologia e o FBI. Embora figurões da indústria de tecnologia, incluindo o Facebook, WhatsApp e Google tenham apoiado a Apple, muitos políticos, incluindo Donald Trump têm criticado e sendo contrários a atitude da Apple.

… e a última das oposições contra a decisão da Apple é a do co-fundador da Microsoft, Bill Gates.

“Ninguém está falando de um backdoor”, disse Gates ao Financial Times. “Este é um caso específico em que o governo está pedindo acesso à informação. Não estão pedindo acesso a tudo, e sim em um caso particular”.

No entando, em uma entrevista mais tarde, nesta terça-feira para o Bloomberg, Gates disse que estava “desapontado” com manchetes divulgadas pelo Financial Times, onde alegaram que ele apoia o FBI na batalha contra a Apple, e disse que “não quero dar minha opinião sobre isso”.

No passado, a Microsoft colaborou estreitamente com as agências do governo dos EUA para permitir que comunicações de seus usuários fossem interceptadas.

A Microsoft ajudou a NSA a driblar a sua própria criptografia e construiu uma série de backdoors no Outlook.com, Skype e SkyDrive que facilitam o acesso às comunicações on-line, de acordo com documentos vazados por Edward Snowden.

Mãe de vítima de San Bernardino apoia a Apple

Embora o FBI, Departamento de Justiça, e políticos como Donald Trump são incapazes de compreender a importância da privacidade, uma mãe que perdeu o seu filho no ataque terrorista em San Bernardino, California, diz que o direito a privacidade faz a ‘América grande’.

Carole Adams, cujo filho foi morto no ataque, tem apoiado a Apple na questão da criptografia e disse que a empresa está agindo dentro de seus direitos para proteger a privacidade de todos os cidadãos dos Estados Unidos.

A batalha entre a Apple e FBI, onde a agência está pedindo para a companhia criar uma versão do iOS já com o backdoor para desbloquear o iPhone 5C dos atiradores, toma novos rumos a cada dia, então vamos ver quem vai ganhar

Fonte: The Hacker News

Posts similares

Variante do ransomware Xpan se aproveita de servidores RDP para se disseminar

O Analista

Ransomware LockerPIN altera código PIN e bloqueia tela de smartphone

O Analista

Solução temporária para a tela azul da morte no Windows 10 (KB4464330)

O Analista