Image default
Security

8 dicas de segurança online para as compras de Natal

Eis que o momento mais maravilhoso do ano chegou: o Natal, e com ele a época de fazer comprinhas.

De acordo com a National Retail Federation, mais de 151 milhões de pessoas compram em shoppings, mas mais de 100 milhões compram online durante a Cyber Monday (Segunda-feira cibernética), por conta das vantagens em se comprar online.

É bem visível nestes dias que mais e mais pessoas estão fazendo compras online em vez de irem ao shopping comprarem presentes de Natal.

No entando, a principal questão é que: É seguro? Especialmente pelo de fato de tantos consumidores compartilharem informações de cartão de crédito pelos sites afora.

Confira abaixo algumas dicas para você seguir antes de fornecer os dados de seu cartão e clicar em Comprar.

1. NÃO clique em links suspeitos

Golpistas enviam links maliciosos que se parecem com o original. Á medida que estes links são especificamente de sites conhecidos como o eBay e outros, muitos consumidores de compras online tornam-se vítimas.

A maneira mais segura de não ser enganado(a) seria a de não clicar em links fornecidos através de redes sociais, mensagens ou e-mails de fontes desconhecidas.

2. Fique esperto(a) com sites de novas empresas

As pessoas tendem a comprar bens e serviços desses sites porque geralmente dão descontos atraentes. No entanto, deve-se sempre ficar esperto(a) com estas empresas, pois geralmente os consumidores ficam tentados e são facilmente explorados.

Uma das medidas praticadas por esses golpistas e também um dos maiores problemas, são os falsos depoimentos de clientes. NUNCA confie totalmente na empresa ou nos depoimentos de “clientes satisfeitos”.

  • Sempre obtenha uma dupla confirmação das informações necessárias, incluindo o propósito do produto, utilidade, composição e fabricação, qualidade, transporte rápido, restituições imediatas, bem como a devolução;
  • Tente sempre começar por pequenas compras, e em seguida mudar para as mais importantes;
  • Olhe sempre antes de se “jogar” no primeiro produto que ver.

Pesquise em sites como o ebit.com.br ou reclameaqui.com.br para verificar a reputação das lojas, bem como a reclamação (se existir) dos consumidores.

3. Sempre use senhas fortes

Esta dica é uma das mais óbvias, mas no geral muitos ainda não fazem o seu devido uso.

  • Tente sempre evitar o uso de senhas fracas, aquelas que são facilmente quebráveis. Faça uma combinação de letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais em sua senha;
  • EVITE usar a famosas combinações, como as que incluem o seu nome, ou 123456, abc123, etc;
  • E a mais importante: não use a mesma senha para vários sites.

4. Sempre use sites seguros

print-https

Antes de digitar suas informações confidenciais, certifique-se de que o site que está acessando é realmente seguro. Sites seguros têm um cadeado fechado (na cor verde) localizado na barra de status, e a sua URL começa com HTTPS, o que significa:

  • A comunicação é criptografada;
  • O certificado SSL utilizado verifica a autenticidade do site.

5. Evite o uso de cartões de DÉBITO, em vez disso use cartões de CRÉDITO

O cartão de crédito é sempre considerado a opção mais segura do que a do débito. Dependendo da situação, e caso alguém consiga interceptar suas informações online, o dano será menor.

  • Cartões de créditos têm limites de gastos, mas os de débito não;
  • Cartões de créditos devem ser usados com limites pequenos, e também com a opção dada pelo banco chamada de “um tempo de uso”.

Você também poderá fazer o uso de cartões de créditos virtuais que são feitos especificamente para compras online.

6. Coisas importantes para se lembrar enquanto faz compras

  • Mantenha sempre em segurança a documentação de suas compras online, principalmente as que estão em um e-mail enviado para confirmar um pedido;
  • É dever de cada cliente imprimir o documento ou salvá-lo em um local seguro até receber a confirmação do pedido;
  • Além disso, é sempre recomendável fazer logoff do site após finalizar uma compra.

Estas são consideradas sempre as opções mais inteligentes a serem seguidas ao invés de se tornar uma vítima.

7. Não forneça os seus dados para todo site que você visitar

As lojas online oferecem uma opção para os clientes fazerem “check-in” uma única vez.

Se você não faz compras regularmente em nenhum site, evite fornecer informações desnecessárias, por segurança somente quando necessário.

8. Verifique seus extratos bancários regularmente

A maioria dos bancos permite que você configure notificações por e-mail quando qualquer transação com o cartão for efetuada.

Caso constate a existência de valores incomuns, reporte ao banco imediatamente. Tome as devidas providências para ter um reembolso imediato.

Este artigo foi escrito pelo editorial do site The Hacker News, com agradecimentos especiais à Nidhi Goyal, por dar um formato interessante a este artigo.

Fonte: The Hacker News

Posts similares

Valve: “a Steam não foi hackeada, demais problemas foram resolvidos”

O Analista

Pesquisadores publicam lista com senhas padrão de produtos SCADA

O Analista

Regras da Neutralidade da Rede entram em vigor

O Analista
O Analista_