Compartilhe:

Diariamente quando trabalhamos na administração de sistemas, mais precisamente de sistemas operacionais Linux (com suas diversas distribuições), executamos as mais variadas atividades. Este trabalho inclui a manutenção/administração do firewall (iptables), file server (samba), proxy (Squid), dentre outros.

Precisamos utilizar ferramentas que facilitem o nosso trabalho, nos permitindo ter maior produtividade, onde podemos entregar com eficiência o resultado desejado ao nosso cliente (que pode ser a empresa na você qual trabalha como CLT ou terceiro, por exemplo).

Além de falar sobre o Squid, o proxy open source mais utilizado do mundo, gostaria de lhe apresentar o LogSquid (desenvolvido pela Vantage Brazil), um grande aliado no gerenciamento de logs para o Squid.

Confira as suas principais características:

  • Armazenamento dos logs em banco de dados local ou remoto;

  • Visualização em tempo real;

  • Combinação de consultas SQL através de filtros;

  • Exportação da pesquisa para PDF, HTML E CSV;

  • Relatório com estatísticas de acesso e consumo por dia ou mensal;

  • Geração de gráficos e exportação para PDF.

1 – Requisitos

1.1 – Requisitos mínimos de hardware:

  • Processador de 1GHz Dual Core

  • Memória RAM de 1GB

1.2 – Sistema operacionais compatíveis:

  • Ubuntu 14.04 – 32/64 bits

  • Debian 7, 8 – 32/64 bits

  • CentOS 7 – 32/64 bits

  • Fedora 22, 23 – 32/64 bits

  • PfSense 2.2.x, 2.3,x – apenas pacotes de 64 bits

1.3 – Softwares

Pacotes

Versão

Dependências

Python

2.7

MySQLdb

Apache

2.2 ou superior

PHP

5.5 ou 5.6

gd, mysql, xml

MySQL

5.5 ou superior

Server, Client

*Squid instalado e configurado

2 – INSTALAÇÃO MANUAL

É necessário que o Squid esteja instalado e configurado devidamente para que o LogSquid funcione da maneira desejada.

As informações aqui mostradas terão como base a instalação do LogSquid e suas dependências na distribuição Linux Debian 8. Para outras distros, você pode acessar a documentação oficial no site http://logsquid.com/doc/.

Faça o download do arquivo LogSquid (em nosso caso do Debian 8) no endereço http://logsquid.com/download/, seção INSTALAÇÃO MANUAL.

Em seguida, extraia o conteúdo do arquivo para o diretório onde o servidor web (Apache) está instalado. Este local pode variar conforme a distribuição. Digamos que seja o diretório /var/www/html/, então neste caso digite o seguinte comando para descompactá-lo:

2.1 – Instalação das dependências

Nesta seção mostraremos como instalar as dependências necessárias ao funcionamento do LogSquid.

Instalando

Forneça as credenciais necessárias caso necessário. Caso a sua distro já possua o sudo habilitado, execute o comando acima da seguinte maneira:

Permissões

Edite o arquivo /etc/sudoers e adicione a seguinte linha:

Adicione o usuário do Apache no grupo do Squid

Crie o diretório de log do Squid e de instalação do LogSquid

3 – INSTALAÇÃO AUTOMÁTICA

Acesse o endereço http://www.LogSquid.com/download, e faça o download do pacote do LogSquid para a distro desejada.

Aplique a permissão de execução ao script com o comando

3.1 – Instalando

Digite

./LogSquid-nomedopacote.sh

E aguarde a instalação do LogSquid.

4 – CONCLUSÃO

Como falei no início, o LogSquid é um grande aliado do Squid. Com ele é possível gerenciar de forma fácil e didática os logs de acessos gerados pelo Squid. O LogSquid, desenvolvido pela Vantage Brazil, com certeza veio a somar, ao disponibilizar de forma gratuita esta solução open source para a comunidade.

No próximo artigo você verá como configurar o LogSquid, e assim poder utilizar todos os recursos oferecidos por ele.

Compartilhe: